Vovô  coruja  paulista

Trovas e acrósticos

Textos

    CONFITEOR
 
Gostaria de ser alguém,
Com responsabilidade;
Que me cobre como ninguém,
Para ter boa qualidade.
 
No respeito ao semelhante,
Na obediência as leis;
Ser muito mais tolerante,
E aos princípios, fieis.
 
Derrubar o meu orgulho,
Não me sentir ofendido;
Ouvir melhor os conselhos,
Para a vida ter um sentido.
 
Pra que ler o Evangelho,
Se continuo briguento;
Quando rezo me ajoelho,
Mas contrariado sou birrento.
 
Tem faltado serenidade,
Pra refletir no revide;
De Deus não faço a vontade,
Minhas reações intimide.
 
Eu conheço meus problemas,
E questiono muito eles;
O orgulho virou algemas,
Me prendendo em suas redes.
 
Como quero me libertar,
E voltar a ser Cristão;
Só tenho que perdoar,
E a Jesus pedir perdão.
 
De lábios sempre foi fácil,
Executá-los nem tanto;
Mudar-me é bem mais difícil,
Porque sei que não sou santo.

Minha família não é perfeita,
Como eu também não sou;
Comigo não está satisfeita,
Pois o orgulho, me transformou.
 
E por meio destas trovas,
Quero lhe pedir perdão;
Antes de eu ir pra cova,
Acalmar o meu coração...
....porque acho que acordei!!
 
 
 
Gilberto Eduardo Torres e DEUS
Enviado por Gilberto Eduardo Torres em 23/02/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras