Vovô  coruja  paulista

Trovas e acrósticos

Textos

Aos quarenta e  dois Anos em  idade Colorida
No auge  de  seus devEres  sociais, cOmerciais
Tombou pela mão  assaSsina  de dois  Marginais
O nosso bom  amigo AnToninho filho  Sério e
Notadamente,ambos  brAços do pai  ajUdante
Impar administrador  Necessário cuidAva da folha
Oferecendo-lhes umas Comodidades    cHeias de
Ajuda e paga-los em dInheiro  mas   cOrrendo
Um risco desnecessariAmente  cuja    pRova não
Gostamos de lembrar, a Desgraça que tiRou de nós
Uma preciosa vida  filhO dedicado, marIdo extremado,
Sobrinho querido,irmão Legal, pai  atiVo, genro
Tranquilo, este moço  fInou-se bem antEs para
O desespero da família,Vai fazer uma faLta mais que
Medonha para todos os sEus inúmeros  aMigos, mas na
Empresa será muito difícIl achar  outrO com
Nível semelhante, vai  pRecisar procuraR muito, mas
Deus  quando tira  uma dA outra maior  Talvez
Esteja abrindo lanchonetE e faltava o gErente capaz
Sei por conhece-lo  ter Sido um senhor Patrão amigo
Otimo papo, prestativo, Topava  qualqueR parada
Louco  de amor pelo GuarAni, time de   sEu coração
Imprescindível amigo  Dos funcionários, Messssssmo!
Valorizando-os   semprE  com   gentilezAs e favores
Empregador moderno  e Legal,  meio  esTourado mas
Intimamente bom,  procUrava ajudar   tUdo e todos com
Real solicitude  como  Todos que tem  Reações bem
Afetivas e não guardam Odios, que  nadA constroem.
 
 
 
         Condolências e paz à família enlutada!
 
Gilberto Eduardo Torres e DEUS
Enviado por Gilberto Eduardo Torres em 09/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras