Vovô  coruja  paulista

Trovas e acrósticos

Textos

     A LAGARTIXA MORAL! 
(continuação)
 
Pro exército foi a marca,
Quando honraram o Brasil;
Com orgulho carregam a placa,
De que nunca foi servil.
 
Se queres ser comunista,
Não é o regime daqui;
Deixe de ser vigarista,
Aqui não se usa esqui.
 
A cantilena de sempre,
Se fazendo de ofendido;
Quando seu dever se cumpre,
O Brasil está protegido.
 
A imprensa corrompida,
Políticos de profissão;
Muita fala atrevida,
É pressão com pregação.
 
Nunca se deixe levar,
Pelos arroubos da hora;
Entusiasmo vai passar,
E a ressaca se deplora.
 
Acho que nunca existiu,
Presidente tão autentico;
Porque sempre se exprimiu,
Deste seu modo enérgico.
 
Nesta briga de vaidades,
Quando vê um holofote;
Vai embora a humildade,
E o Maia, faz fricote.
 
Sérgio Moro nos provou,
Competência e honestidade;
A mídia besta procurou,
Fritá-lo, mas com maldade.
 
A reforma da previdência,
Não  é a do Bolsonaro;
Pois é uma exigência,
Do Brasil, que fique claro.
 
Se cortarem os privilégios,
E cobrarem os devedores;
A reforma dos arrepios,
Fica só nos bastidores.
                              (continua)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gilberto Eduardo Torres e DEUS
Enviado por Gilberto Eduardo Torres em 29/03/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras