Vovô  coruja  paulista

Trovas e acrósticos

Textos

     CHICO VERMELHO!!
 
Nasceu no dia da mentira,
E foi um bom bailarino;
Nunca foi um irmão traíra,
Sempre foi meio libertino.
 
Um irmão muito querido,
Repartia o que tinha;
Já andava combalido,
Era bom, é na cozinha.
 
Suas gelatinas brilhavam,
Em toda festa da família;
As crianças se encantavam,
Isto lhe dava alegria.
 
Mamãe sempre nos dizia,
Da sua generosidade;
De que tudo que ele pedia,
Tinha um “nós” na verdade.
 
Ele estava aguardando,
Marcar uma cirurgia;
Mas continuava fumando,
Até na fisioterapia....pulmonar!
 
Foi o único dos Torres,
Que não brigava com os irmãos;
Demonstrava seus amores,
Não aumentando a questão.
 
            MUITA SAUDADE!!
 
               DESCANSE EM PAZ!!
 
 
Gilberto Eduardo Torres e DEUS
Enviado por Gilberto Eduardo Torres em 01/04/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras